CRI – Centro de Recursos para a Inclusão

Centro de Recursos para a Inclusão

A Fundação AFID Diferença constituiu-se como Centro acreditado pelo Ministério da Educação, nos termos do disposto no Aviso n.º 5834-A/2013, de 30 de Abril, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 85, de 3 de Maio de 2013.

No dia 11 de Julho de 2017, foi renovada a acreditação do Centro de Recursos para a Inclusão, por um período de quatro anos letivos, nos termos constantes do ponto 13 do Aviso nº 5032/2017, publicado no Diário da República, 2ª série, n.º89, de 9 de Maio de 2017.

O Centro de Recursos para a Inclusão da Fundação AFID diferença disponibiliza respostas aos alunos com Necessidades Educativas Especiais (NEE), com limitações significativas ao nível da atividade e da participação, num ou vários domínios da vida, decorrentes de alterações funcionais e estruturais, de carácter permanente, e que estão ao abrigo do Decreto de Lei Nº3/2008, de 7 de janeiro, considerando que o regime jurídico da Educação Especial definido por este mesmo decreto, assume, de forma clara e inequívoca a promoção da qualidade de ensino num modelo de escola inclusiva, consagrando princípios, valores e instrumentos fundamentais para a igualdade de oportunidades.

Atualmente, o CRI presta os seus serviços nos vários agrupamentos de escolas na área geográfica de abrangência dos concelhos de Amadora, Oeiras e Sintra, nomeadamente:

    • Agrupamento de Escolas de Alfornelos
    • Agrupamento de Escolas Dr. Azevedo Neves
    • Agrupamento Vertical de Almeida Garrett
    • Agrupamento de Escolas Pioneiros da Aviação Portuguesa
    • Agrupamento de Escolas Fernando Namora
    • Agrupamento de Escolas de Miraflores
    • Agrupamento de Escolas Miguel Torga, Queluz
    • Agrupamento de Escolas de Miguel Torga, Amadora
    • Agrupamento de Escolas Alto de Santa Catarina, Oeiras
    • Agrupamento de Escolas D. Filipa de Lencastre, Lisboa
    • Agrupamento de Escolas de Alvalade, Lisboa

Banner

O CRI tem por objetivos:

a) Disponibilizar respostas terapêuticas, diretas e indiretas (estratégias para os docentes e familiares dos alunos) nas áreas de intervenção da Psicologia, Terapia da Fala, Terapia Ocupacional, Psicomotricidade e Fisioterapia;

b) Apoiar na elaboração do Relatório Técnico–Pedagógico (RTP) e colaborar na construção, implementação e acompanhamento de programas educativos individuais (PEI);

c) Avaliar para referenciação e entrada no Decreto de Lei nº3/2008, na qual consta a Classificação Internacional da Funcionalidade (CIF);

d) Criar e disseminar matérias de trabalho de apoio às práticas docentes, nos domínios da avaliação e da intervenção;

e) Consciencializar a comunidade educativa para a inclusão de pessoas com deficiências e incapacidades;

f) Promover e monitorizar processos de transição para a vida pós-escolar;

g) Promover os níveis de qualificação escolar e profissional, apoiando as escolas e os alunos;

h) Desenvolver ações de apoio à família e comunidade escolar;

i) Promover a participação social e a vida autónoma.

Equipa Técnica Multidisciplinar: 

A equipa técnica do CRI é composta por um conjunto de Técnicos, nomeadamente Psicólogos, Terapeutas da Fala, Terapeutas Ocupacionais, Psicomotricistas e Fisioterapeutas. Todos estes profissionais trabalham de acordo as necessidades identificadas pelos Agrupamentos de Escolas, em articulação direta com os mesmos e com as famílias dos alunos.

Esta articulação tem como foco principal disponibilizar conhecimentos e competências diferenciadas na prestação de serviços de apoio à inclusão das crianças e jovens com NEE, no sentido de atingir os objetivos estabelecidos para cada aluno, de acordo com as suas necessidades e capacidades.

Áreas de Intervenção:

Psicologia – A intervenção em Psicologia, em contexto de CRI, passa por potenciar as capacidades individuais de cada aluno, através de elaboração de estratégias no sentido de estimular o desenvolvimento de competências sociais e emocionais, de estudo (atenção, concentração e memória), relacionamento interpessoal (comunicação, respeito pelo outro e pelas regras/normas sociais) e prevenção de comportamentos de risco. Este trabalho pode ser realizado direta (com o aluno) ou indiretamente (professores, família, etc.).

Terapia da Fala – A intervenção em Terapia da Fala, em contexto de CRI, assume particular relevância dada a estreita relação das competências comunicativas e linguísticas, com a aprendizagem e a interação social, centrando-se assim na prevenção avaliação e tratamento das perturbações da comunicação humana (verbal e/ou não-verbal), associada à compreensão e expressão da linguagem oral e escrita.

Terapia Ocupacional – A intervenção em Terapia Ocupacional, em contexto de CRI, passa por potenciar a participação do aluno nas áreas de ocupação que acontecem em contexto escolar, promover a participação em atividades significativas para o aluno, desenvolver competências de aprendizagem e autonomia, e promover a generalização destas competências para os restantes contextos de vida.

Psicomotricidade – A intervenção em Psicomotricidade, em contexto de CRI passa por um papel preventivo, promovendo e estimulando o desenvolvimento psicomotor, o potencial de aprendizagem e as competências de autonomia; (re)educativo, quando a dinâmica do desenvolvimento e da aprendizagem se encontra comprometida; e terapêutico, intervindo nos problemas psicoafetivos e do comportamento.

Fisioterapia – O fisioterapeuta, enquanto profissional interveniente no apoio educativo, desenvolve uma atividade diferente do fisioterapeuta em contexto clínico, complementando-a. A intervenção do fisioterapeuta no contexto escolar tem como principais objetivos: Ajudar os alunos a desenvolver habilidades que aumentem a sua participação ativa e independente no ambiente escolar; Capacitar as equipas educativas para as particularidades de crianças e jovens com alterações neuromotoras; Modificar os contextos, tornando-os acessíveis e funcionais.

Atualizado em 21-Set-2017 | Partilhar:

Entre em Contacto

Telefone (+351) 214 724 040
Email: info@afid.pt
R. Quinta do Paraíso, Alto Moinho
2610-316 Amadora, PORTUGAL

2017 ©

Rodapé PT

Fundação AFID DiferençaTermos LegaisSiga-nos no FacebookCanal YouTubePerfil TwitterSiga-nos no InstagramSiga-nos no LinkedIn
 
Certificações