CRI – Centro de Recursos para a Inclusão

Copyright ©2020

A Fundação AFID Diferença constituiu-se como Centro acreditado pelo Ministério da Educação, nos termos do disposto no Aviso n.º 5834-A/2013, de 30 de abril, publicado no Diário da República, 2.ª série, n.º 85, de 3 de maio de 2013.

No dia 11 de julho de 2017, foi renovada a acreditação do Centro de Recursos para a Inclusão (CRI), por um período de quatro anos letivos, nos termos constantes do ponto 13 do Aviso nº 5032/2017, publicado no Diário da República, 2ª série, n. º89, de 9 de maio de 2017.

O CRI da Fundação AFID Diferença visa acompanhar e responder às necessidades de todos os alunos integrantes do espaço escolar, conforme estabelecido no Decreto-Lei 54/2018.

Assim, assenta num “desenho universal para a aprendizagem e na abordagem multinível no acesso ao currículo. Esta abordagem baseia-se em modelos curriculares flexíveis, no acompanhamento e monitorização sistemáticas da eficácia do contínuo das intervenções implementadas, no diálogo dos docentes com os pais ou encarregados de educação e na opção por medidas de apoio à aprendizagem, organizadas em diferentes níveis de intervenção, de acordo com as respostas educativas necessárias para cada aluno adquirir uma base comum de competências, valorizando as suas potencialidades e interesses.” (In, Diário da República n. º 129/2018, Série I de 2018-07-06).

Atualmente, o CRI presta os seus serviços nos vários agrupamentos de escolas na área geográfica de abrangência dos concelhos da Amadora, Oeiras, Lisboa e Sintra, nomeadamente:

    • Agrupamento de Escolas de Alfornelos;
    • Agrupamento de Escolas Dr. Azevedo Neves;
    • Agrupamento Vertical de Almeida Garrett;
    • Agrupamento de Escolas Pioneiros da Aviação Portuguesa;
    • Agrupamento de Escolas Fernando Namora;
    • Agrupamento de Escolas de Miraflores;
    • Agrupamento de Escolas Miguel Torga, Queluz;
    • Agrupamento de Escolas de Miguel Torga, Amadora;
    • Agrupamento de Escolas Alto de Santa Catarina, Oeiras;
    • Agrupamento de Escolas D. Filipa de Lencastre, Lisboa;
    • Agrupamento de Escolas de Alvalade, Lisboa.

Banner

O CRI tem por objetivos:

a) Disponibilizar respostas terapêuticas, diretas e indiretas (estratégias para os docentes e familiares dos alunos) nas áreas de intervenção da Psicologia, Terapia da Fala, Terapia Ocupacional e Psicomotricidade;

b) Criar e disseminar matérias de trabalho de apoio às práticas docentes, nos domínios da avaliação e da intervenção;

c) Consciencializar a comunidade educativa para a inclusão de pessoas com deficiências e incapacidades;

d) Promover e monitorizar processos de transição para a vida pós-escolar;

e) Promover os níveis de qualificação escolar e profissional, apoiando as escolas e os alunos;

f) Desenvolver ações de apoio à família e comunidade escolar;

g) Promover a participação social e a vida autónoma.

Equipa Técnica Multidisciplinar: 

A equipa técnica do CRI é composta por um conjunto de Técnicos, nomeadamente Psicólogos, Terapeutas da Fala, Terapeutas Ocupacionais, Psicomotricistas. Todos estes profissionais trabalham de acordo as necessidades identificadas pelos Agrupamentos de Escolas, em articulação direta com os mesmos e com as famílias dos alunos.

Esta articulação tem como foco principal disponibilizar conhecimentos e competências diferenciadas na prestação de serviços de apoio à inclusão das crianças e jovens, no sentido de atingir os objetivos estabelecidos para cada aluno, de acordo com as suas necessidades e capacidades.

Áreas de Intervenção:

Psicologia – A intervenção em Psicologia, em contexto de CRI, passa por potenciar as capacidades individuais de cada aluno, através de elaboração de estratégias no sentido de estimular o desenvolvimento de competências sociais e emocionais, de estudo (atenção, concentração e memória), relacionamento interpessoal (comunicação, respeito pelo outro e pelas regras/normas sociais) e prevenção de comportamentos de risco. Este trabalho pode ser realizado direta (com o aluno) ou indiretamente (professores, família, etc.).

Terapia da Fala – A intervenção em Terapia da Fala, em contexto de CRI, assume particular relevância dada a estreita relação das competências comunicativas e linguísticas, com a aprendizagem e a interação social, centrando-se assim na prevenção avaliação e tratamento das perturbações da comunicação humana (verbal e/ou não-verbal), associada à compreensão e expressão da linguagem oral e escrita.

Terapia Ocupacional – A intervenção em Terapia Ocupacional, em contexto de CRI, passa por potenciar a participação do aluno nas áreas de ocupação que acontecem em contexto escolar, promover a participação em atividades significativas para o aluno, desenvolver competências de aprendizagem e autonomia, e promover a generalização destas competências para os restantes contextos de vida.

Psicomotricidade – A intervenção em Psicomotricidade, em contexto de CRI passa por um papel preventivo, promovendo e estimulando o desenvolvimento psicomotor, o potencial de aprendizagem e as competências de autonomia; (re)educativo, quando a dinâmica do desenvolvimento e da aprendizagem se encontra comprometida; e terapêutico, intervindo nos problemas psicoafetivos e do comportamento.

Copyright ©2018
Copyright ©2020
Copyright ©2020
Copyright ©2020
Copyright ©2020
Copyright ©2020
Copyright ©2020

Atualizado em 9-Abr-2020 | Partilhar:

Entre em Contacto

Telefone (+351) 214 724 040
Email: info@afid.pt
R. Quinta do Paraíso, Alto Moinho
2610-316 Amadora, PORTUGAL

Livro de Reclamações
(Email: fundacao@fund-afid.org.pt)

2020 ©

Rodapé PT

Fundação AFID DiferençaTermos LegaisSiga-nos no FacebookCanal YouTubePerfil TwitterSiga-nos no InstagramSiga-nos no LinkedIn
 
Certificações