Programa Incorpora

Copyright ©2018

A Fundação AFID desenvolve desde Junho deste ano um novo serviço de mediação de integração e apoio à inclusão no mercado de trabalho, dirigido às pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social. Trata-se de um gabinete de apoio directo às pessoas em situação de maior dificuldade de acesso ao emprego com uma forte componente de acompanhamento e presença junto dos potenciais empregadores – o tecido empresarial.

Este serviço é designado como um centro incorpora que está inserido numa rede alargada de outros centros que se denomina como Programa Incorpora. O programa é financiado pela Fundação “La Caixa” e apresenta uma metodologia e filosofia inovadora de integração Sociolaboral. Trata-se de um programa desafiante para a AFID, encontrando-se comprometida no seu desenvolvimento e implementação.

 O Programa incorpora é uma resposta e serviço de apoio à integração profissional das pessoas em situação de maior vulnerabilidade social na sua integração no mercado de trabalho. Destina-se a todas as pessoas maiores que se encontrem em situação ou em risco de exclusão social ou com maiores dificuldades no acesso ao emprego. Está por isso aberto a vários grupos como sejam as pessoas com deficiência, os desempregados de longa duração, migrantes e minorias éticas, ex-reclusos e pessoas com doença mental

Foi criado em Espanha, em 2006, e desenvolvido pela obra social “La Caixa” que hoje continua a financiar o desenvolvimento e alargamento do programa. Presentemente o Programa Incorpora está implementado em Espanha, Marrocos, Polónia, Hungria, Tunísia e Portugal. Ao longo da primeira década de funcionamento o programa gerou em Espanha mais de 138 000 postos de trabalho pra os beneficiários do programa.

Apesar da sua curta história o programa apresenta alguns desenvolvimentos e especificações para determinados conjuntos de públicos que acompanha. Assim foram gerados sub-programas que animados com a mesma metodologia que à frente se explicam têm particularidades no seu desenvolvimento e implementação. Assim destacamos os seguintes sub-proramas:

  • Re-incorpora – para o apoio aos ex-reclusos podendo em muitos dos casos ser iniciado ainda no período de reclusão em articulação com os serviços prisionais.
  • Auto-emprego – medida de promoção do empreendedorismo social com apoio na formação em gestão e no acesso facilitado a instrumentos de micro-crédito.
  • Pontos de Formação – ações de formação especificas de acordo com as necessidades das pessoas apoiadas de modo a conseguir o desenvolvimento de competências pessoais e sociais.

Intermediação Laboral

Como programa de intermediação laboral o Incorpora olha para a empresas e para as pessoas em vulnerabilidade social e estabelece um interface de comunicação através de dois técnicos especializados que compõem cada um dos centros:

  • TA – Técnico de acompanhamento – que desenvolve o acompanhamento individualizado e continuado à pessoa desempregada;
  • TPE – Tecnico de prospeção empresarial – que estabelece o contacto direto com as empresas.

Através da existência e do trabalho de equipa destes dois técnicos o programa constitui-se como um verdadeiro espaço de intermediação labora. No trabalho e equipa do centro incorpora combinam-se e articulam-se as necessidades do tecido social e empresarial de modo a assegurar o êxito da inserção laboral na empresa por parte das pessoas beneficiárias do Programa.

O programa visa oferecer às empresas uma alternativa de responsabilidade social empresarial em integração laboral, gerando maiores oportunidades de emprego na empresa para as pessoas atendidas. Contudo a empresa é também vista como um cliente e beneficiário do programa uma vez que lhe é oferecida também um apoio na procura de candidatos com forte componente de motivação para o trabalho.

Modelo de Intervenção

O programa acompanha o processo de inserção laboral desde de o início, preparando um itinerário personalizado tendo em conta as competências, a experiência e preferências profissionais do beneficiário, acompanhando periodicamente cada situação, ajudando-o a encontrar as ofertas de trabalho adequadas ao seu perfil. Mas o programa é inovador e destaca-se de outras estratégias pela garantia da continuidade do apoio. Quer para as pessoas apoiadas, quer para as empresas a ação do núcleo incorpora não termina no momento da integração. A filosofia de trabalho passa pela criação de relações continuadas e duradouras que possibilitem a continuidade da parceria. Deste modo a rede incorpora quer cada vez mais ganhar espaço e vir a ser conhecida como um meio de sucesso na integração sócio-profisional de pessoas vulneráveis.

Para a garantia do sucesso da integração sociolaboral, o programa assenta num conjunto de princípios e  valores:

 

Pessoa como protagonista

 

O Programa Incorpora parte da noção de autodeterminação e empowerment promovendo que cada pessoa seja a gestora de todo o seu plano de intervenção e percurso a desenvolver. A pessoa apoiada é o protagonista de todo o processo, toma todas as decisões. É acompanhado e apoiado à procura ativa e responsável de emprego. Apenas entram em programa as pessoas que se comprometeram com a equipa a desenvolverem o programa de forma empenhada e assídua.

                                           

Acompanhamento personalizado e continuo O Programa mantém o acompanhamento à pessoa, durante todo o processo de integração socio laboral. Permite a cada pessoa em situação ou em risco de exclusão social definir um itinerário próprio, com a assessoria do pessoal técnico. O apoio mantêm-se constante após a integração profissional através de apoio à continuação do desenvolvimento de competências e às adaptações continuas às transformações do trabalho. . Cada entidade social aderentes ao Programa Incorpora dispõe de pelo menos um Técnico de Prospeção Empresarial com a responsabilidade de realizar no território a prospeção de empresas, para obter ofertas de emprego e oferecer formação à medida que facilite a posterior inserção.

 

Efetividade e Alto Impacto A decisão das ações a serem desenvolvidas no território, junto das empresas ou dos beneficiários do programa são sempre definidas e determinadas de acordo com o impacto gerado. Procura-se um processo com a máxima eficácia e eficiência e gere o maior impacto para todas as partes interessadas. O programa define um conjunto de indicadores de monitorização por forma a avaliar continuamente os resultados das equipas de trabalho.

                                           

Fomento de Territórios socialmente responsáveis O Programa Incorpora é realizado pelas entidades sociais selecionadas em cada território, entendendo o território como agente de mudança, socialmente responsável, que contribui para a inserção laboral das pessoas em situação ou em risco de exclusão. A relação com o território de referencia e de proximidade é não apenas um elemento identificador da pessoa mas também de garantia do sentido de pertença facilitando a identificação de todos os agentes no processo

                                           

                                           

Trabalho em Rede O Programa Incorpora estabelece e desenvolve-se num trabalho de parceria entre todas as entidades sociais que integram cada território. A parceria concretiza-se na definição de metodologias comuns, partilha de recursos, de atividade se de clientes. Em cada território existe uma entidade que desempenha as funções de coordenação de modo a facilitar e potenciar o trabalho em rede e colaborativo.

                                                                 

Serviço às pessoas

Para as pessoas em risco de exclusão social e que integrem o programa Incorpora disponibiliza os seguintes serviços:

  • Acolhimento e avaliação diagnóstica do seu perfil de competências;
  • Avaliação abrangente do seu perfil de competências pessoais e profissionais;
  • Apoio na promoção do seu desenvolvimento pessoal;
  • Apoio no desenvolvimento da sua procura ativa de emprego;
  • Apoio no processo de preparação de entrevistas de emprego;
  • Acompanhamento continuo no processo de inserção laboral;
  • Apoio na manutenção do posto de trabalho e desenvolvimento de carreira profissional.

 Serviço às empresas

Para as empresas o programa desenvolve um conjunto de ações e serviços, designadamente:

  • Apoio nos processos de seleção;
  • Apoio na análise de definição de perfis funcionais;
  • Consultoria sobre vantagens fiscais e laborais;
  • Assessoria sobre vantagens comerciais, como consequência das cláusulas sociais;
  • Fomento da responsabilidade social empresarial (RSE) no território.

 A Rede Incorpora em Portugal

O Programa Incorpora iniciou em Portugal a 13 de julho 2018 com assinatura de um Protocolo por parte 31 entidades distribuídas em quatro regiões. À semelhança dos outros países, em Portugal o programa é financiado integramente pela “Obra Social La Caixa” que investiu para o ano 2018 e 2019 o montante total de 1.600.000,00 €

O programa encontra-se ainda numa fase de arranque e na definição e aplicação das metodologias às características do tecido empresarial português, àsespecificidades das organizações sociais e necessidades dos públicos vulneráveis.

Qual o Papel da Fundação AFID

A Fundação AFID concorreu à inclusão na rede de organizações promotoras do Incorpora, sendo selecionada a nível a nacional pela Fundação “La Caixa”. Em junho, constituímos uma equipa composta por uma técnica superior de serviços social e um técnico superior de gestão de recursos humanos. Apoiado pela experiência de duas décadas da intervenção para as pessoas com deficiências ou incapacidades, o novo foco do projeto Incorpora alarga a Visão da Fundação AFID para a melhoria da empregabilidade das pessoas que se encontram em situação de vulnerabilidade social, constituindo-se num desafio estratégico de elevada responsabilidade social.

Porque a Fundação AFID se constitui numa entidade motivada para o desenvolvimento de projetos inovadores e estruturantes para o território, em paralelo, aceitou o duplo desafio de coordenar o Programa Incorpora na região de Lisboa com as funções de supervisão da implementação, consolidação e ampliação das ações previstas no programa.

Conscientes que esta é uma metodologia inovadora na abordagem das empresas e no acompanhamento dos candidatos a emprego que se encontram em situação de vulnerabilidade social, acreditamos que o Incorpora estimula simultaneamente as organizações do sector social para a realização de um trabalho efetivo em parceria e em rede cooperativa, o qual constitui o pilar de qualquer programa de intervenção social.

Texto da autoria de: Juvenal Baltazar e Paulo Lourenço

Atualizado em 22-Fev-2019 | Partilhar:

Entre em Contacto

Telefone (+351) 214 724 040
Email: info@afid.pt
R. Quinta do Paraíso, Alto Moinho
2610-316 Amadora, PORTUGAL

Livro de Reclamações
(Email: fundacao@fund-afid.org.pt)

2019 ©

Rodapé PT

Fundação AFID DiferençaTermos LegaisSiga-nos no FacebookCanal YouTubePerfil TwitterSiga-nos no InstagramSiga-nos no LinkedIn
 
Certificações