Os sistemas Informáticos ao Serviço da Intervenção centrada na pessoa

Copyright ©2018

Num mundo marcado pelas tecnologias de comunicação, o sector social necessita, também, de utilizar estas ferramentas para garantir uma maior eficiência e eficácia na sua atuação, simplificar os sistemas de monitorização e registo e garantir a comunicação das suas atividades e resultados.

Contudo, é necessário que os programas e plataformas informáticas traduzam as abordagens metodológicas das organizações. De outra forma, podem ser um elemento que, ao invés de facilitar o desenvolvimento, aprisiona a intervenção social em modelos minimalistas e assistencialistas.

Ao longo dos últimos anos, a Fundação AFID Diferença tem procurado no mercado um sistema, programa ou plataforma informática que possibilite a gestão da sua atuação. Encontramos muitos sistemas informáticos para registo e gestão de atividades e serviços, e alguns possibilitam também a construção e gestão de planos individuais.

No entanto, todos os programas experimentados partem de uma visão da intervenção social centrada nas atividades, tarefas e serviços e não na pessoa, no seu plano de desenvolvimento individual (PDI) e nos objetivos aí definidos. Pode parecer uma simples alteração, mas que implica uma perspetiva absolutamente distinta. Registar apenas as atividades implica uma visão assente nos meios, no grupo e na organização. Promover objetivos individuais implica uma focalização na pessoa de cada cliente que atendemos e no impacto que queremos gerar na sua vida.

A AFID defende a intervenção centrada na pessoa. Este modelo de intervenção e atuação implica que o elemento agregador de todas as atividades seja a pessoa de cada cliente e os objetivos a atingir que são definidos no seu plano de desenvolvimento individual.

Deste modo, um bom sistema informático tem que possibilitar que todo o ciclo de planeamento, realização, monitorização e avaliação de atividades tenha a sua origem na pessoa de cada cliente e nos objetivos traçados no seu plano. Importa por isso estar alinhado com o impacto que queremos gerar na vida das pessoas que atendemos e não apenas na monitorização das realizações. Ambas as realidades são importantes, dizem respeito a duas dimensões fundamentais da gestão – eficácia e eficiência. Contudo, terá de existir uma prioridade da pessoa, dos seus objetivos de vida e do impacto da intervenção, sendo as atividades desenvolvidas um elemento segundo e subordinado. É importante registar as atividades desenvolvidas, as participações dos clientes nos workshops e eventos, os cuidados prestados (alimentação, higiene, cuidados de enfermagem e saúde).

Mas é fundamental garantir uma gestão continua da promoção da qualidade de vida do desenvolvimento de competências e da sua autodeterminação. Para estes objetivos, que estão na origem da intervenção social, têm de ser garantida a visualização e apuramento através das ferramentas informáticas por forma a que as TIC cumpram a sua função de facilitação dos sistemas de registos.

A Fundação AFID iniciou em maio de 2018 a informatização de todo o seu sistema de gestão através da implementação e desenvolvimento de uma ferramenta informática. A opção de desenvolver um sistema ajustado à organização teve, por base, a necessidade de conseguir transferir para o sistema informático a estratégia operacional do trabalho desenvolvido.

O sistema esta a ser desenvolvido em consórcio entre a AFID e a empresa Dynethic na plataforma on-line Sinergi. Este trabalho possibilitará a criação de um sistema informático ajustado ao modelo de intervenção social partindo dos objetivos de intervenção traçados para cada um dos clientes e a monitorização em tempo real dos objetivos de intervenção definidos.

Tem sido um tempo árduo de trabalho com o envolvimento de todos os colaboradores. Começamos já a sentir os efeitos da simplificação dos meios de registo. Estamos ainda a desenvolver o sistema colocando na mesma plataforma toda a atividade da organização. Deste modo, estamos a construir um sistema integrado de gestão que une a tecnologia e a qualidade das técnicas e modelos de intervenção social.

Texto da autoria de: Juvenal Baltazar, Diretor da Ação Social da Fundação AFID Diferença

Atualizado em 22-Fev-2019 | Partilhar:

Entre em Contacto

Telefone (+351) 214 724 040
Email: info@afid.pt
R. Quinta do Paraíso, Alto Moinho
2610-316 Amadora, PORTUGAL

Livro de Reclamações
(Email: fundacao@fund-afid.org.pt)

2019 ©

Rodapé PT

Fundação AFID DiferençaTermos LegaisSiga-nos no FacebookCanal YouTubePerfil TwitterSiga-nos no InstagramSiga-nos no LinkedIn
 
Certificações