Sophia

Copyright ©2018

Educador de Infância é daquelas profissões onde, a riqueza e grandeza, estão nas pequenas conquistas. Parece fácil cuidar, alimentar, adormecer, limpar, ensinar, trabalhar com e para as crianças. Podia parecer fácil, mas se fosse só isso…

Para todas as crianças, tem de haver um tratamento diferenciado, a igualdade fica bem patente nos direitos que todas têm, mas tudo o resto tem, obrigatoriamente, de ser diferente, pois todas as crianças que passam nas nossas salas, têm personalidades únicas e distintas umas das outras, cheias de pormenores, carregadas de características e traços especiais que pertencem só a si.

E quando atravessa o nosso percurso uma criança que pela sua diferença, nos leva a desconstruir conceções e redefinir o rumo da prática em sala de creche? E não porque seja um ónus maior, mas pelo contrário, se torna uma mais valia quer para as crianças que são os seus pares, mas também para os adultos?

Quando isso acontece parece que isso se torna um motivo de união ainda maior e a partilha e trabalho de equipa vem ainda mais ao de cima. Pelo menos foi assim que aconteceu na Creche Geração.

O ano letivo 2017/2018 já tinha começado há uns meses quando a meio de uma manhã de reboliço na creche, recebemos um telefonema de uma mãe preocupada e cheia de determinação ao mesmo tempo. A mãe da Sophia. Durante a conversa viemos a descobrir que já nos conhecíamos de há alguns anos, quando a irmã mais velha da Sophia frequentou o CRZ. Isso ainda tornou a nossa conversa mais emocionante. A Fabíola contou-nos que a Sophia nasceu com Trissomia 21 e que precisava de uma creche para poder desenvolver todo o seu potencial. E que na sua visão de mãe apenas conseguia imaginar a sua segunda filha a seguir os passos da primeira, porque acreditava que a AFID seria a escolha certa. A equipa da creche sentiu que tinha a responsabilidade de abrir a porta a esta família e a esta bebé que ainda não conhecíamos. Todo o processo foi tratado pelos serviços da AFID e em fevereiro de 2018 a Sophia Pozo Maturano começou a frequentar o Berçário da creche Geração.

Preferimos fazer a adaptação da Sophia à creche na sala de Berçário apenas pela questão da interação com outras crianças (que a Sophia não tinha ainda) e pela questão da mobilidade (a Sophia ainda não gatinhava). Assim, a Paula e a Patrícia foram as suas primeiras referências, e os bebés do berçário os seus primeiros companheiros de brincadeira, mas cedo se começou a perceber que a Sophia pertencia a todas as salas e que todas as crianças da creche seriam os seus pares. Isto porque de uma forma muito especial a Sophia nos cativou. E foi conquistando o seu espaço na família Geração, assim como os seus pais, Fabíola e Fábio, e a sua irmã Fernanda. Em março a Sophia transitou para a sala 1-2, onde “pertencia”, pela sua idade. E nesta sala a reação das crianças foi a melhor possível. A par de “sentirem” a diferença nela, também sentiram o chamamento para a acolher e motivar. Foram e continuam a ser os melhores amigos que a Sophia podia desejar. Há entre todos eles uma união que deveria existir mais nas pessoas crescidas. Uma união genuína, gigante, e que a todos nos enche de orgulho.

Hoje em dia, a Sophia já começou a andar sozinha, começa também a alimentar-se com menos ajuda do adulto e está cada vez mais autónoma nas brincadeiras. É determinada, resiliente, focada, e mais importante que isso, é muito feliz. A sua alegria quando chega à creche salta à vista e tem já as suas brincadeiras preferidas. As rotinas são para ela momentos tranquilos e vê-se que tenta tirar partido de todas as experiências que lhe são proporcionadas.

A família da Sophia é muito presente e parceira da creche e isso faz com que o trabalho seja sempre de maior qualidade.

Sabemos que a Sophia está de passagem aqui pela Creche Geração, sabemos que o tempo que temos para a preparar até pode ser curto, mas temos a certeza que o que leva com ela quando sair daqui é valioso. E o que deixa ficar connosco também.

A família

Olá, meu nome é Fernanda Urzêdo, tenho 15 anos e hoje vim contar um pouco da minha história. Não me lembro muito bem com que idade entrei na AFID, sei que era bem pequena, provavelmente como a Sophia (a minha irmã que frequenta a Creche Geração), como dois anos. Não tenho grandes lembranças dessa época, por ser muito pequena, consigo recordar-me de alguns momentos após fazer quatro anos (ou cinco, não tenho a certeza), algumas pequenas festas de Halloween, caça aos ovos na altura da Páscoa, até mesmo dos aniversários dos coleguinhas, apesar de não me lembrar do meu.

Lembro-me com certa clareza de alguma das minha professoras, inclusive a que mais me recordo é hoje a professora da minha irmã, que agora com dois anos, também está na AFID. A AFID abriu-me muitas portas ao sair da mesma. Posso dizer com toda a certeza que mesmo sendo uma escola para pequenos, garante uma bela aprendizagem. Ao chegar no Brasil tive essa certeza, ao ser passada uns anos à frente, pelo fato de já estar muito avançada, mesmo não tendo idade para tal.

Ao regressar a Portugal, surpreendeu-me com o facto de que, além de todas essas lembranças, recordava-me, ainda, do cheiro da AFID. Dá para acreditar? É incrível. Ouvi dizer que quando um acontecimento nos faz bem, ficava de certo, marcado para sempre. E para mim ficou.

Hoje, com 15 anos, a estudar Humanidades no 10.ºano, planeio ir para uma Academia Militar, para logo seguir Direito. Só tenho a agradecer por tudo o que a AFID me proporcionou, sem ela provavelmente não me teria tornado aquilo que sou hoje.

Posso com toda a certeza dizer que a minha irmã está em boas mãos e apta para enfrentar o que lhe for proposto. Então, muito obrigada a todas da AFID por ajudarem a fazer do Mundo um lugar melhor. Saibam que todas vocês são muito importantes para nós.

Texto da autoria de: Andreia Ferreira, coordenadora da Creche Geração, e Fernanda Urzêdo, irmã da Sophia

Atualizado em 22-Fev-2019 | Partilhar:

Entre em Contacto

Telefone (+351) 214 724 040
Email: info@afid.pt
R. Quinta do Paraíso, Alto Moinho
2610-316 Amadora, PORTUGAL

Livro de Reclamações
(Email: fundacao@fund-afid.org.pt)

2019 ©

Rodapé PT

Fundação AFID DiferençaTermos LegaisSiga-nos no FacebookCanal YouTubePerfil TwitterSiga-nos no InstagramSiga-nos no LinkedIn
 
Certificações